sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Até onde vai sua teimosia?

Você é teimosa (o)?

Em que escala você classificaria sua teimosia?
Até que ponto é "saudável" teimar sem "azedar" a convivência social?

Se você é do tipo que:
→ quando tem uma opinião defende-a com unhas e dentes,
→ fixa-se num propósito e resiste firmemente à mudança,
→ recusa-se a admitir que está errado(a),
→ tem dificuldade para chegar a um acordo se não for do seu jeito,
→ é completamente inflexível quando defende seu ponto de vista,
→ e se frustra ao desistir de seus objetivos...
...talvez seja hora de considerar o quê e com quem negocia.

Ser obstinado(a) pode demonstrar segurança, e não se deve confundir com teimosia.
O importante é manter o equilíbrio e a sensatez, descartando o rótulo de "turrão", "cabeçudo" e "birrento" definitivamente.
Eu queria escrever sobre este assunto por admitir abertamente que sou só um pouquinho teimosa.
As situações vividas decorrentes dessa atitude são, por vezes, cômicas. Mas, quando o resultado compromete o bem estar, a harmonia, aí é melhor avaliar...

Fonte de pesquisa: http://dearsugar.com
Ilustração: "Cabra Teimoso" (Ziraldo, Literatura Comentada)

2 comentários:

luzdeluma disse...

Acho legal a pessoa tenha opiniões e que defenda o seu ponto de vista, mas não podemos esquecer que estamos cá no mundo para aprender e ter opinião formada sobre tudo, só nos torna uma pessoa chata ou melhor, antipatizada. Boa semana! Beijus

SOTAQUE MIX disse...

Luma,
Fico felicíssima quando você me visita e deixa um comentário...
:D
Bem, a intenção era polemizar um pouco. Concordo com você, estamos aqui em constante aprendizado. Admiti que sou teimosa, mas nada visceral. Ao contrário, sou bem democrática. Na verdade eu ía continuar o post citando um exemplo de teimosia "light" que aconteceu comigo. Mas, vou deixar para um próximo post.
Beijocas pra vc também...
:D